Como a saúde mental interfere no sucesso profissional

Como a saúde mental interfere no sucesso profissional

Por: Marcia Belmiro | Carreira | 13 de outubro de 2020

Cada vez mais os pesquisadores descobrem que a saúde impacta em todos os outros setores da vida. E mais: que saúde não diz respeito somente ao bem-estar físico, mas abrange também o bem-estar mental e social, de acordo com o conceito utilizado atualmente pela OMS.

 

A saúde mental, especificamente, ainda é um tabu em nossa sociedade, mas é urgente falar sobre o assunto. De acordo com reportagem do Jornal da USP, o Brasil é o país que mais sofre de ansiedade e estresse na América Latina. No ambiente de trabalho isso se reflete em aumento das taxas de faltas e atrasos, além de redução da produtividade.

 

O sofrimento mental pode ser causado por dificuldades internas do profissional, como falta de habilidade para trabalhar em equipe (com superiores, subordinados e pares), crenças limitantes sabotadoras (“não tenho sorte no trabalho”; “não nasci para ter sucesso”; “tenho imã para chefe ruim”).

 

Mas também pode ter como gatilho o ambiente externo, como por exemplo uma situação de instabilidade financeira na empresa, com demissões, remanejamentos, setores extintos, ou ainda uma cultura organizacional voltada à competitividade excessiva.

 

Todos esses transtornos, apesar de invisíveis – posto que não são como as doenças físicas, facilmente localizáveis – atrapalham e muito na obtenção do sucesso profissional, do bem-estar e da qualidade de vida de maneira geral.

 

Em primeiro lugar, é necessário compreender que sim, doença mental também é doença, e deve ser cuidada tanto quanto uma diabetes ou um pé quebrado – inclusive com acompanhamento médico e remédios, se for o caso.

 

Em segundo lugar, assim como as doenças do corpo, para curar o sofrimento psíquico não funciona somente tratar os sintomas, mas é preciso prevenir novas crises. Nesse caso, processos de autoconhecimento, como terapia com um psicólogo, processos de coaching, práticas de meditação e mindfulness podem ser extremamente benéficas.

 

Fonte:

 

Brasil vive surtos de depressão e ansiedade”. Disponível em: https://jornal.usp.br/atualidades/brasil-vive-surto-de-depressao-e-ansiedade/

 

Matérias Relacionadas

Um tapinha não dói? Palmada não educa, gera traumas e faz perpetuar o ciclo de violência
Baby friendly, o que é este conceito?
Como sua rede de apoio pode te ajudar na sua nova carreira