Revolução pessoal e profissional – Dra. Jane Rezende e o sucesso com o Kids Coaching

Revolução pessoal e profissional – Dra. Jane Rezende e o sucesso com o Kids Coaching

Por: Marcia Belmiro | Crianças | 23 de agosto de 2019

A pediatra paulista dra. Jane Rezende usa os conhecimentos do Kids Coaching em seu consultório com sucesso

Quando nasce um bebê, o primeiro contato que este pequeno indivíduo tem fora da família não é com a escola, mas com o pediatra. É ele que acompanha a criança desde a sala de parto até a adolescência, conhecendo a fundo não só o paciente, mas todo o seu sistema familiar. Assim, hoje ― e cada vez mais ― é necessário que a atuação deste profissional vá além de dar diagnósticos e fazer exames clínicos. Mães e pais chegam diariamente aos consultórios com questões comportamentais e emocionais de todo tipo: querem saber como dar limites, quando deixar que os filhos vejam telas, como lidar com o bullying etc.

Dra. Jane Rezende, pediatra e nutróloga de Indaiatuba (SP), resolveu fazer formação de coach numa época em que estava em dúvida sobre o futuro de sua profissão. “Depois que me tornei coach, queria encontrar uma forma de usar meus conhecimentos no consultório, mas não sabia como. Foi aí que soube do trabalho de Marcia Belmiro com o Kids Coaching. Em três meses comecei a pôr em prática de maneira informal o que aprendi. E percebi que minha visão como pediatra mudou. Comecei a entender as mães. Antes, queria deixar de ser médica. Estava cansada, trabalhava no piloto automático. Depois percebi que estava no meu destino”, conta a médica.

O paciente que dra. Jane chama de seu “xodó” é o menino Nicolas, de 2 anos (confirmar idade). Ele chegou ao consultório em 2017 diagnosticado com autismo: não falava, não sentava sozinho nem se alimentava. Além de atrasos motores e cognitivos, Nicolas apresentava desnutrição grave. Poucas sessões depois, o garoto conseguia olhar nos olhos da médica, conversar com ela e comer. Em alguns meses Nicolas foi matriculado numa escola regular e acompanhava a turma de crianças de sua idade. “A dra. Jane não curou o autismo do Nicolas, acontece que ele nunca foi autista. Havia um comportamento de não existência individual, de manutenção simbiótica com a mãe, como se houvesse um cordão umbilical metafórico. Com um trabalho da médica focado na questão comportamental da família, o menino pôde usar todo o seu potencial de criança saudável”, avalia Marcia Belmiro.

Desde que fez uma revolução pessoal em sua forma de exercer a pediatria, dra. Jane está mais motivada e sempre com a agenda do consultório cheia: “Tenho em mim todos os sonhos do mundo. Esta frase de Fernando Pessoa hoje me conduz a cada dia que acordo e vou para o meu trabalho”, conclui.

 

Quer saber mais sobre o trabalho da dra. Jane Rezende?

Siga ela no Facebook:
https://www.facebook.com/pg/janerezendepediatracoachdepaisefilhos/about/?ref=page_internal

Assista o depoimento emocionante da médica:

Matérias Relacionadas

Trabalho part-time
O que é a Base Nacional Comum Curricular?
Como melhorar a alimentação das crianças com harmonia e sem brigas