Você também está insatisfeito na profissão?

Você também está insatisfeito na profissão?

Por: Marcia Belmiro | Carreira | 16 de dezembro de 2019

Sabe aquela sensação de estagnação, de estar desperdiçando o próprio potencial com um trabalho que não faz sentido, de não ter tempo para o que de fato importa? Você não está sozinho. Dados do Instituto Locomotiva informam que 56% dos 33 milhões de brasileiros no mercado de trabalho formal estão insatisfeitos com a própria carreira.

Há aquelas pessoas que entendem o trabalho apenas como um meio de pagar as contas, e outras que já foram felizes em determinada área de atuação, mas mudaram ao longo do tempo e aquilo que antes fazia sentido deixou de fazer.

Muitas pessoas levam essa situação de descontentamento durante anos, por diversos motivos. Pode ser pela segurança garantida pelo emprego, ou por uma necessidade de previsibilidade que certos indivíduos têm em sua constituição. Mas a que preço? A falta de realização no trabalho incide diretamente na saúde, levando a depressão, baixa imunidade e problemas cardíacos – só para citar alguns exemplos.

“Na minha experiência, vejo que muitas pessoas definem sua carreira pela possibilidade de ganho financeiro, mas são esses profissionais que recebem uma remuneração inferior à média da área. Muita gente só busca o que verdadeiramente ama depois de passar por uma situação difícil, mas não precisa ser assim. A vida é muito curta para ter onze meses de desespero e só um mês de férias felizes por ano”, conclui Marcia Belmiro, psicóloga e criadora do Método KidCoaching.

Marcia defende que é possível se encontrar no seu propósito por um caminho não tão tortuoso e a partir daí ser mais feliz e até aumentar seus ganhos financeiros. Isso acontece por meio do autoconhecimento, de um processo em que o indivíduo descubra seus melhores e únicos recursos pessoais, rompa com medos e inseguranças, confie em seus talentos e invista tempo no aprimoramento de suas competências e habilidades, o que de maneira geral gera desconforto e algum incômodo, mas pode levar a possibilidades não imaginadas anteriormente, trazendo mais satisfação.

O Método KidCoaching tem sido uma opção de verdadeira transformação pessoal e profissional para muitas pessoas no Brasil e no exterior. “Atualmente, as pessoas passam por três a quatro ciclos de carreira ao longo da vida. A partir do momento que o indivíduo se conhece profundamente, pode viver com liberdade seus variados ciclos de vida profissional, o que é muito saudável pois dá vazão aos múltiplos estilos, conhecimentos, interesses e dons que coexistem dentro de cada um de nós”, analisa Marcia.

A partir de agora, vamos falar bastante de carreira no Blog do ICIJ. Se este tema interessa a você, segue a gente nas redes sociais para saber sempre em primeira mão sobre as atualizações aqui:

https://www.facebook.com/InstitutoInfantojuvenil/
https://www.instagram.com/institutoinfantojuvenil/

 

Fonte:

“Insatisfeitos profissionalmente, brasileiros procuram renovação na carreira”. Disponível em: https://exame.abril.com.br/negocios/dino/insatisfeitos-profissionalmente-brasileiros-procuram-renovacao-na-carreira/

                      

Matérias Relacionadas

Como o KidCoach pode se inserir no mercado
Já conversou com seu filho adolescente hoje?
A criança aprende com o meio do qual faz parte