Como se tornar mais criativo no trabalho

Como se tornar mais criativo no trabalho

Por: Marcia Belmiro | Carreira | 14 de outubro de 2020

A palavra criatividade tem origem no latim creare, cujo significado é criar, produzir, ter ideias ou inventar coisas novas. É ser original, não seguindo as normas pré-estabelecidas e nunca imitando o que já foi feito milhares de vezes.

Criatividade é essencial ao lidar com problemas e obstáculos que surgem ao longo da vida, nos diversos problemas que nos empacam, que travam nosso crescimento e desenvolvimento, às vezes se tornando uma grande barreira.

A criatividade pode ser aplicada em qualquer área da vida, e é um elemento essencial no contexto do trabalho. Nas empresas, os funcionários criativos são muitas vezes recompensados, porque conseguem pensar em soluções eficazes para diversos problemas. A criatividade frequentemente resulta em soluções que permitem à empresa economizar ou criar produtos que aumentam o seu lucro.

Uma das formas mais eficazes de se conectar a sua criatividade é o ócio criativo. Esse conceito, proposto por Domenico De Masi, ainda é erroneamente entendido como se fosse sinônimo de “não fazer nada” ou “ficar de preguiça”.

Ao contrário, o que o autor prega é que possamos conciliar trabalho, estudo e lazer. Isso acontece quando estamos plenos, integrados ao momento presente. Nesse estado de contemplação, de flow, conseguimos deixar a mente fluir, e o resultado é que conseguimos criar de uma maneira leve sem pressão – apesar da metas e dos prazos que fazem parte da vida.


Fora da caixa

O modelo abaixo, proposto no livro Creativity in Action, de 1974, visa ajudar você a “pensar em tudo” – uma exigência do processo criativo – em vez de pensar comportadamente, disciplinadamente, ou seja, do modo como se faz em geral numa sala de reuniões, em torno da mesa. E, também, pensar sem deixar de estar atento às múltiplas armadilhas em que nós mesmos nos metemos, tantas vezes, em torno da interpretação de um problema.

Usando a palavra creativity (criatividade em inglês) como acrônimo, o autor propõe formas de pensar, como se diz, “fora da caixa”:

Combine (combinar)
Reverse (inverter )
Enlarge (aumentar)
Adapt (adaptar)
Tinier (reduzir, simplificar)
In place of (substituir)
View point change (outro ponto de vista)
In other sequence (em outra ordem)
To other uses (dar novos usos)
Yes yes (celebrar )


E você, como ativa sua criatividade no trabalho?

Matérias Relacionadas

O que é a Base Nacional Comum Curricular?
Teste: Você está feliz em seu emprego atual?
É possível encontrar o meio-termo entre a permissividade e o autoritarismo?