Já tentei ser coach, o que vai ser diferente agora?

Já tentei ser coach, o que vai ser diferente agora?

Por: Marcia Belmiro | Carreira | 06 de novembro de 2020

Com alguma frequência recebemos da nossa audiência relatos do tipo:

O Método CoRE KidCoaching é realmente inovador e, pelos depoimentos, dá para ver que promove mudanças significativas na vida das pessoas. Mas acho que não é para mim. Já fiz outras formações em coaching e não obtive os resultados que esperava. O que vai ser diferente agora?”

Para comentar essa objeção, convocamos Marcia Belmiro:

Antes de responder a essa pergunta, quero propor algumas reflexões. Em primeiro lugar, suas formações anteriores em coaching foram em instituições sérias, idôneas e referendadas no mercado?

Vejo anúncios de supostas formações que não entregam o que prometem: são curtas, superficiais, e definitivamente não preparam o futuro coach para esse trabalho tão complexo quanto importante de atender pessoas, percebê-las além da superfície, ajudá-las a desabrochar em seus talentos e potencialidades. Para isso é preciso talento, mas também uma orientação muito precisa em termos de técnicas e ferramentas.

A segunda questão é: Você aplicou o que aprendeu na própria vida? Ou deixou para usar o coaching apenas com os clientes? Coaching não é só um ofício, uma possibilidade de trabalho. Mas, para além disso, é uma forma de ver a vida: sem julgamento a si nem aos demais, com autorresponsabilidade e empatia. Se o próprio coach não segue os preceitos da metodologia, como seus clientes vão seguir?

Além disso, você divulgou seu trabalho? Tinha um diferencial competitivo e mostrava ele a seus potenciais clientes? E ainda: Esse nicho de coaching para o qual você se direcionou inicialmente tinha relação com seu propósito de vida?

Então passamos para a segunda pergunta: O que vai ser diferente agora, com o Kids Coaching?

O Método CoRE KidCoaching é perfeito para quem tem o propósito de trabalhar com crianças e transformar gerações. Seu nicho (formado por crianças, famílias e escolas) é específico, tem bastante demanda, e até o momento não há muitos profissionais bem preparados para atendê-lo. Isso significa que há muitos profissionais na área, mas de maneira geral oferecem processos longos, caros e baseados em estratégias tradicionais, que no fim das contas não funcionam, ou funcionam mal.

Além disso, o Método CoRE KidCoaching foi criado dentro dos princípios do coaching, com sustentação nas diversas abordagens da psicologia, o que traz um grande diferencial. Como se não bastasse, o Método habilita atendimentos a crianças, famílias e escolas mesmo que você não tenha formação prévia como coach ou como psicólogo.”

Matérias Relacionadas

Digital influencers e os adolescentes
Criança birrenta: como lidar com as birras no dia a dia
Vestibular: o maior desafio é a inteligência emocional